Moda do aparelho falso causa danos irreversíveis à saúde

O tema já foi abordado na internet, em jornais e até na televisão. Mas a verdade é que a moda do aparelho falso continua e os principais prejudicados são os adolescentes, pelo interesse constante de se diferenciar esteticamente.

Entenda o risco e os danos causados pelo uso de aparelhos falsos, desde o mau hálito até a perda dos dentes.

 

Como surgiu o aparelho falso?

Na ânsia de se destacar, alguns adolescentes têm ultrapassado limites que podem custar caro à saúde.

Um exemplo disso é o uso dos aparelhos diferenciados – como são chamados os aparelhos ortodônticos falsos (como o da foto abaixo), aplicados com materiais e formatos alternativos.

 

 

Em vez de buscar tratamento com um ortodontista, os usuários dos aparelhos falsos produzem e “instalam” seus próprios aparelhos. Alguns até prestam o serviço comercialmente, cobrando para colocar em outras pessoas.

As técnicas empregadas, no entanto, são totalmente diferentes daquelas aplicadas em consultório.

E o pior: além da falta de conhecimento sobre a anatomia da face, ainda utilizam materiais e produtos impróprios para a saúde.

 

Como os aparelhos falsos são feitos?

Os aparelhos falsos são feitos, em sua maioria, de fios de arame ou plástico, e fixados aos dentes com cianoacrilato – comercialmente conhecido como Super Bonder. Algumas pessoas utilizam até cerdas de vassoura para simular o fio metálico!

 

 

O alerta é que nenhum desses materiais possui finalidade odontológica e, por esse motivo, não podem ser considerados seguros.

 

Qual a diferença do aparelho ortodôntico e aparelho falso?

Para colorir o sorriso, são utilizadas ligaduras elásticas, as mesmas usadas pelos ortodontistas, mas com duas grandes diferenças.

  1. São colocadas de forma incorreta: trançadas, sobrepostas ou no local errado;

 

2. Não possuem garantia de procedência: são vendidas sem fiscalização, pela internet ou por ambulantes, fora da embalagem original.

 

Quais os principais danos causados pelo uso do aparelho falso?

Movimentação indesejada

Embora sejam produzidos com materiais inadequados, a combinação dos fios e borrachinhas do aparelho falso, também exerce força sobre a arcada, resultando na movimentação aleatória dos dentes.

Quando os dentes são movimentados sem o acompanhamento profissional, a primeira consequência é alterar a aparência, deixando os dentes tortos – separados ou apinhados, excessivamente.

 

 

Perda de sustentação

O efeito da movimentação, porém, não fica limitado somente ao aspecto externo do sorriso, visto que move também a raiz do dente e os ossos de sustentação. Os resultados podem ser dor na mandíbula, retração da gengiva e amolecimento da raiz.

Quando o uso do aparelho falso é prolongado, há chances de agravamento do quadro, levando a danos irreversíveis: perda óssea e, consequentemente, perda dos dentes.

 

Mau hálito

Em função da movimentação indevida da arcada, criam-se espaços entre a gengiva e os dentes. Assim, pode haver acúmulo de resíduos alimentares e, assim, o surgimento de placa bacteriana e tártaro.

 

 

Os produtos utilizados na fixação também podem reter sujeira e dificultar a escovação.

O posicionamento errado dos dentes afeta a mordida e, consequentemente, a mastigação, originando refluxo, gastrite e outras doenças estomacais que causam o mau hálito.

 

Saúde em primeiro lugar

Tenha cuidado com as práticas que podem prejudicar sua saúde!

Existem várias maneiras de mudar a aparência sem comprometer seu sorriso.

Procure a DenteBelo! Somente profissionais possuem a formação e conhecimento necessário para indicar o tratamento correto para você.

Expressões estéticas como a moda do aparelho falso podem causar o efeito contrário. Ao invés de proporcionar um visual estiloso, pode te deixar sem dente para sempre – não seria uma boa ideia, certo?

Em 2014, o Fantástico (TV Globo), abordou os danos que aparelhos falsos podem causar à saúde. Clique para assistir.

 

>> Agende já sua avaliação para aparelho ortodôntico!

 

Veja também: